Saiu o edital Concurso SEDUC MT 2017 | 5.748 vagas e remuneração de até R$ 8 mil

edital seduc mt

Foi publicado nesta terça-feira, 4 de julho, o edital para o concurso da Secretaria de Educação, Esporte e Lazer do Estado do Mato Grosso (concurso SEDUC MT 2017), com oferta de 5.748 vagas de níveis fundamental, médio e superior.

edital seduc mt

Concurso SEDUC MT 2017

As inscrições poderão ser feitas à partir da próxima segunda-feira, dia 10, até as 22h59min do dia 15 de agosto. A taxa de inscrição no valor de R$ 43 (nível fundamental), R$ 63 (nível médio) e R$ 91 (nível superior) poderão ser pagas até o dia 16 de agosto.

A banca organizadora do concurso é o Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC).

Vagas Concurso SEDUC  MT 2017

Conforme o edital do concurso SEDUC MT 2017 as vagas ofertadas são de Professores, Técnicos Administrativos Educacionais e Apoio Educacional e a remuneração inicial para os cargos ofertados variam entre R$ 1.167,12 e R$ 3.640,34, podendo chegar a R$ 8.875,13. As vagas estão distribuídas conforme a seguir:

– Professor da Educação Básica – 2.617 vagas (nível superior)
– Técnico Administrativo – 355 vagas (nível médio)
– Apoio Administrativo – 2.776 vagas (nível fundamental)

Obs.: é importante observar que será formado cadastro de reserva de 50% do total de vagas. Ou seja, poderá haver um número maior de nomeações que a quantidade de vagas ofertadas inicialmente.

<< Apostilas Concurso SEDUC MT 2017 – Diversos Cargos >>

Os cargos, áreas e requisitos

Para quem possui formação de nível médio, poderá concorrer para o cargo de Técnico Administrativo. Já para professor da Educação Básica, cargo que exige graduação em Nível Superior, para o qual estão sendo ofertadas vagas nas seguintes áreas de especialidade:

– Artes
– Biologia
– Ciências Físicas e Biológicas
– Educação Física
– Filosofia
– Física
– Geografia
– História
– Inglês
– Espanhol
– Língua Portuguesa
– Matemática
– Química
– Sociologia
– Pedagogia

Há também oportunidades para quem tem formação de nível fundamental. As vagas para o cargo de Apoio Administrativo Educacional as áreas de Manutenção de Infraestrutura (Limpeza), Nutrição (Merendeira) e Vigilância.

Etapas do concurso SEDUC MT 2017

PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA:
a) Primeira Etapa: Prova Objetiva de Múltipla Escolha, de caráter eliminatório e classificatório;
b) Segunda Etapa: Prova Discursiva, de caráter eliminatório e classificatório;
c) Terceira Etapa: Avaliação Didática, de caráter eliminatório e classificatório;
d) Quarta Etapa: Avaliação de Títulos, de caráter classificatório.

TÉCNICO ADMINISTRATIVO EDUCACIONAL:
a) Primeira Etapa: Prova Objetiva de Múltipla Escolha, de caráter eliminatório e classificatório;
b) Segunda Etapa: Prova Discursiva, de caráter eliminatório e classificatório.

APOIO ADMINISTRATIVO EDUCACIONAL:
a) Etapa única: Prova Objetiva de Múltipla Escolha, de caráter eliminatório e classificatório.

As provas serão aplicadas nos municípios polos de Mato Grosso: Alta Floresta, Barra do Garças, Cáceres, Confresa, Cuiabá, Diamantino, Juara, Juína Matupá, Pontes e Lacerda, Primavera do Leste, Rondonópolis, São Félix do Araguaia, Sinop e Tangará da Serra, em locais específicos que serão divulgados em breve no site do IBFC .

Para conferir o Edital Concurso SEDUC MT 2017 clique aqui

Preparação

Já estão disponíveis as Apostilas preparatórias específicas para o Concurso SEDUC MT 2017. Confira:

<< Apostilas Concurso SEDUC MT 2017 – Diversos Cargos >>

apostilas seduc mt 2017

Concurso Magistratura do Trabalho 2017: Saiu o edital para 132 vagas de Juiz! Inicial de R$27,5 mil!

concurso juiz do trabalho

Foi publicado nesta quarta-feira, dia 28 de junho, o edital do Concurso Nacional da Magistratura do Trabalho. São oferecidas 132 vagas para a função de Juiz do Trabalho Substituto, mas a expectativa é de que o número de nomeações possa dobrar ao longo do prazo de validade do concurso, que é de dois anos. 

concurso juiz do trabalho 2017

Concurso Magistratura do Trabalho 2017

Já estava definida, desde o início do mês de maio, a banca organizadora do certame. A Fundação Carlos Chagas (FCC)  será responsável pela assessoria técnica, e a ENAMAT será responsável pela organização do certame.

Inscrições e Requisitos

As inscrições poderão ser realizadas a partir do dia 4 de julho, seguindo até 14h do dia 2 de agosto de 2017, pelo site da Fundação Carlos Chagas (FCC).  O valor da taxa de inscrição é de R$ 275,00 (duzentos e setenta e cinco reais), devendo ser paga até a data limite para encerramento das inscrições.

Para fazer a inscrição definitiva os interessados devem comprovar três anos de atividade jurídica, exercida após a obtenção do grau de bacharel em Direito. O valor do subsídio inicial para o cargo de Juiz do Trabalho Substituto na Justiça do Trabalho é de R$ 27.500,17. 

Conforme o regulamento do certame, aqueles que desejarem ingressar no cargo de juiz trabalhista em qualquer lugar do Brasil prestarão o mesmo concurso. Serão reservadas 20% das vagas para candidatos negros. Os procedimentos para declaração e verificação podem ser encontrados no próprio edital do certame.

Etapas do Concurso Magistratura do Trabalho 2017

O concurso será realizado em cinco etapas: 

  • Primeira: prova objetiva;
  • Segunda: provas discursivas e prova prática (sentença trabalhista);
  • Terceira: inscrição definitiva, exame de sanidade física e mental, e sindicância da vida pregressa e investigação social;
  • Quarta: prova oral;
  • Quinta: avaliação de títulos.

Provas Objetivas – Concurso Magistratura do Trabalho

As provas objetivas serão compostas de 100 questões de múltipla escolha com 5 alternativas de resposta, divididas em 3 blocos, conforme abaixo:

  • Bloco I – 30 questões para as seguintes matérias: Direito Individual do Trabalho, Direito Coletivo do Trabalho, Direito Administrativo, Direito Penal;
  • Bloco II – 40 questões para as seguintes matérias: Direito Processual do Trabalho, Direito Constitucional, Direito Constitucional do Trabalho, Direito Civil e Direito da Criança e do Adolescente e do Jovem;
  • Bloco III – 30 questões para as seguintes matérias: Direito Processual Civil, Direito Internacional e Comunitário, Direito Previdenciário, Direito Empresarial, Direitos Humanos e Direitos Humanos Sociais.

A prova objetiva do Concurso Magistratura do Trabalho terá duração de 5 horas, com início às 13 horas de Brasília do dia 08 de Outubro de 2017.

Distribuição das vagas

O quadro abaixo apresenta a relação de vagas disponibilizadas no Edital da Magistratura do Trabalho:

concurso juiz do trabalho

Conforme o edital, serão reservadas 26 vagas para candidatos negros e  7 vagas para candidatos com deficiência.

Caso o certame tenha mais de 7.500 inscritos, serão chamados 1.000 candidatos para a segunda fase.

Confira o EDITAL DO CONCURSO MAGISTRATURA DO TRABALHO aqui

 

Cursos Preparatórios

O Estratégia Concursos já lançou cursos completos para o Concurso Magistratura do Trabalho 2017, confira:

>> CURSOS P/ CONCURSO MAGISTRATURA DO TRABALHO <<

 

Concurso IGP SC 2017: edital em breve para 51 vagas de Perito

concurso igp sc

concurso igp sc

O governador do estado de Santa Catarina, Raimundo Colombo, já deu sinal verde e autorizou mais um concurso para o quadro de servidores da segurança do estado. Desta vez, são 49 oportunidades para peritos do Instituto Geral de Perícias do Estado (concurso IGP SC) e 2 vagas para Técnico Pericial – Classe I.

As vagas foram anunciadas junto com a autorização de outras 764 vagas em concurso que devem contemplar cargos de bombeiros, escrivães, agentes da Polícia Civil do estado e Cadetes da PM SC.

A remuneração inicial para perito, conforme Lei Complementar 610/2013, o salário inicial para o cargo de perito é de R$ 13.184,05 e de R$ 4.431,62 para Técnico.

Ainda não há uma previsão de quando o edital deve ser lançado. O próximo do passo do certame será a formação de uma comissão para acompanhar o andamento do certame. Mas detalhes sobre o concurso PC SC devem ser divulgados ao passo em que o edital seja divulgado.

igp sc

IGP ganha novos profissionais


Com a decisão do governador Raimundo Colombo, novos profissionais do Instituto Geral de Perícias serão chamados nos próximos meses. Serão convocados 54 auxiliares criminalísticos e 7 auxiliares de laboratório, todos oriundos do concurso público de 2014.

O edital para o concurso de 2018 deve ser lançado até o final deste ano. Serão abertas 51 novas vagas para o IGP: 29 Peritos Criminais, 14 Peritos Médicos Legistas, 1 Perito Odontolegista, 5 Peritos Criminais Bioquímicos 2 Papiloscopistas.

De acordo com o Diretor Geral do Instituto Geral de Perícias, Miguel Colzani, as medidas vão contribuir para a reposição das aposentadorias.

Último concurso perito criminal SC


O último concurso para perito criminal do IGP SC aconteceu em 2008, quando foram ofertadas 96 vagas para o cargo em diferentes especialidades. Na oportunidade, a banca organizadora do certame foi a GCG Concursos. Dentre as vagas ofertadas, havia oportunidades para:

Geral
Engenharia Mecânica
Engenharia Civil
Engenharia Eletro-Eletrônica
Meio Ambiente
Fonética
Informática
Médica
Análises Químicas

Além disso, o concurso ofertou vagas para nível médio. Foram 110 vagas para auxiliar criminalístico, auxiliar médico-legal, e auxiliar de laboratório.

Etapas último concurso IGP SC


O último concurso para perito criminal foi constituído de três fases. Na primeira fase, os candidatos foram submetidos a Prova Objetiva de Conhecimentos, de caráter eliminatório e classificatório. Já na segunda fase, os classificados passaram por Exame Físico, de caráter apenas eliminatório. Na terceira e última fase, a avaliação constou de um Exame Psicotécnico Vocacionado, de caráter apenas eliminatório.

A prova da primeira fase do concurso perito criminal SC, foi dividida em duas, composta por questões de Conhecimentos Gerais (com peso 1) e Prova de Conhecimentos Específicos (peso 2).

As provas de Conhecimentos Gerais e de Conhecimentos Específicos eram compostas por 40 questões objetivas cada uma (total da prova objetiva igual a 80 questões), todas de múltipla escolha, com 4 alternativas de resposta, de “A” a “D”. A duração total da prova foi de 4h.

Conteúdo programático


As questões da prova objetiva do concurso cobraram dos candidatos conhecimentos gerais e espedícificos para cada área de atuação, nas disciplinas de:

CONHECIMENTOS GERAIS
Língua Portuguesa (8 questões)
Noções de Informática (8 questões)
Inglês (8 questões)
Noções de Direito (8 questões)
Direito Constitucional
Direito Administrativo
Direito Penal
Direito Processual Penal
Lei Complementar
Conhecimentos da Atualidade (4 questões)
Noções de Lógica (4 questões)

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
Biologia (9 questões)
Química (9 questões)
Fśicia (9 questões)
Noções de Economia, Contabilidade e Administração (9 questões)
Informática (4 questões)

O Estratégia Concursos já possui cursos específicos para o concurso IGP SC.
CURSOS CONCURSO IGP SC

Informações do último concurso IGP SC

►Ano: 2008
►Edital: Edital IGP SC 2008
►Banca: GPM Concursos

♦ Informações do próximo IGP SC

►Data prevista: edital/2017 e provas/2017
►Vagas: 51 vagas
►Lotações: Santa Catarina
►Remuneração inicial: previsão é de R$ 4 mil
►Banca: a definir
►Edital: aguardando banca
►Escolaridade: Nível Superior
►Cursos Estratégia Concursos: CURSOS CONCURSO IGP SC

 

Fonte: Estratégia Concursos

 

 

Concurso PM AL: edital pode ser publicado em breve! Certame prevê 1.150 oportunidades

pm al
pm al

Concurso PM AL: edital em breve

“Está tudo pronto”. Foi o que disse o Governador do Estado de Alagoas, Renan Filho, ao falar sobre a publicação do edital do concurso para a Polícia Militar (concurso PM AL). A previsão é que seja publicado nos próximos dias.

Segundo ele, a publicação aguarda a alteração de uma lei de Concursos que tramita na Assembleia Legislativa de Alagoas. São esperadas 1.000 vagas para o cargo de Policial Militar e mais 150 para o Corpo de Bombeiros.

O governador chegou a revelar que negocia com o Centro de Seleção e de Promoção de Eventos (Cespe/Cebraspe) para ser a banca organizadora dos certames. Ele revelou ainda que as tratativas com o Cespe estão bem encaminhadas, mas que ainda depende de um entendimento por parte da Procuradoria-Geral do Estado no que diz respeito à contratação.

Ainda no início deste mês, foi publicado no Diário Oficial do Estado de Alagoas, o decreto de nº 53.509 que nomeia uma comissão organizadora do concurso público para a Polícia Militar de AL

As provas para os dois cargos, Policial Militar e Bombeiro Militar, devem ser realizadas em dias distintos. Os inscritos precisam ter idade mínima de 18 e máxima de 30 anos. Confira abaixo o documento que designa uma comissão para o certame:

pm alagoas

O último concurso PM AL


A última seleção com provimento de cargos efetivos para a Polícia Militar e Corpo de Bombeiros do estado de Alagoas aconteceu em 2012, quando foram ofertadas 1040 vagas, sendo 40 para Oficiais Combatentes; e outras 1.000 para o cargo de Soldado Combatente, ambos os cargos com formação de cadastro reserva.

A seleção foi para ambos os sexos. A remuneração dos aprovados durante o Curso de Formação, no último certame, girava em torno de R$ 1.600,00. Com jornada integral e dedicação exclusiva. Formado, a remuneração passou de R$ 2.200,00. Na ocasião, o Cespe foi a banca organizadora do certame.

A taxa de inscrição, na época, foi fixada no edital em R$ 90,00 para os candidatos a Oficial Combatente e R$ 70,00 para o cargo de Soldado Combatente.

As provas


A avaliação dos candidatos foi feita em cinco etapas distintas. Na primeira etapa, os candidatos foram submetidos a provas de conhecimentos, objetiva e discursiva, de caráter eliminatório e classificatório.

Os classificados passavam para a segunda etapa, que constituía no teste de aptidão física, uma fase de caráter apenas eliminatório. Em seguida, os candidatos aptos eram submetidos a uma avaliação médica, para aferir condições de saúde e psicológica. Esta etapa também foi de caráter apenas eliminatório.

As duas últimas etapas consistiram na apresentação e comprovação documental e investigação social, ambos de caráter eliminatório. No quadro abaixo, você confere o organograma das fases do concurso e seus caráteres descritos.

pm al 2017

Conteúdo programático


A prova objetiva do concurso PM AL foi composta por 60 questões de múltipla escolha, além de uma questão para a prova discursiva, que cobrou do candidato um texto dissertativo de no máximo 30 linhas. As provas exigiram dos candidatos conhecimentos nas seguintes disciplinas:

Língua Portuguesa
Literatura Brasileira
Língua Estrangeira (Inglês ou Espanhol)
Noções de Informática
Ciências Sociais
Ciências da Natureza
Matemática
Legislação Pertinente ao PM de AL

Confira a informação oficial do anúncio do concurso PM AL no site do Governo do Estado de Alagoas.

pm al

O Estratégia Concursos deve lançar cursos específicos para o concurso PM AL.
CURSOS CONCURSOS PM AL

♦Informações do Último Concurso

►Ano: 2012
►Edital: Edital Concurso PM AL
►Banca: Cespe/Cebraspe

♦Informações do Próximo Concurso

►Situação: Concurso Autorizado
►Data prevista: 2017 edital/ 2017 provas
►Vagas: previsão de 1.150
►Lotações: Alagoas
►Remuneração inicial: R$ 2.200,00
►Banca: a definir
►Escolaridade: Nível Médio
►Cursos Estratégia Concursos: CURSOS CONCURSOS PM AL

Fonte: Estratégia Concursos

Comissão aprova criação de 370 cargos no TRE-SP

cria cargos tre sp
cargos tre sp

Sanchez recomendou a aprovação da proposta

A Comissão de Finanças e Tributação aprovou o Projeto de Lei 5052/16, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que cria 225 cargos de provimento efetivo (96 analistas e 129 técnicos), 24 cargos em comissão e 121 funções comissionadas no quadro de pessoal do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de São Paulo.

Segundo o TSE, a proposta se baseia na necessidade de melhorar a prestação de serviços ao eleitor, facilitando o fluxo de informação e conferindo maior racionalidade ao modelo administrativo atualmente adotado.

Presidente do TSE na época em que o projeto foi apresentado, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli lembrou que a última lei que criou cargos efetivos, cargos em comissão e funções comissionadas no TRE-SP é de 2005, ou seja, mais de dez anos atrás.

O parecer do relator da matéria, deputado Andres Sanchez (PT-SP), foi pela compatibilidade e adequação financeira e orçamentária da proposta. “O Anexo V da Lei Orçamentária para 2017 (Lei 13.414/17) contém previsão para a criação dos cargos propostos no projeto em análise, bem assim dotação orçamentária suficiente para o provimento dos referidos cargos”, disse.

Tramitação
O projeto ainda será analisado em caráter conclusivo pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte: Portal da Câmara dos Deputados